segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

#Agradável Sabor Do Passado

Em cima da mesa, um prato dos últimos dias, "casamento homossexual". Parece-me farta refeição. No entanto, retrocedo à minha infância e, assim como fazia com a travessa de couve-flor gratinada, torço-lhe o nariz. Se o dito legume é fonte de saúde, cobri-lo de um molho estranho poderá dar-lhe aspecto mais sofisticado, mas desvirtua a essência multivitamínica. E, aplico a mesma receita, para essa união de iguais ingredientes: se a nova apresentação parece exigência 1º mundista e nos faz crer mais cosmopolitas - a fim de nos desvincularmos da famosa e simplória ementa "bacalhau cozido" - eu, cliente habitual das tradições, veto-me à tal sobre-condimentada instituição. Na minha culinária familiar, a ordem natural de confecção não deve ser alterada; aliás, esse é o segredo a passar de geração em geração, aquele que nos permite a segurança do resultado final esperado.

Volto de novo à infância. Olho para o lado e vejo o meu pai. À direita dele, a minha mãe. Seguro os talheres e janto tranquila. Por aqui, mantem-se antiquada ordenação; só a couve-flor foi "incrementada".

9 comentários:

Anónimo disse...

O seu blog é fascinante! Gosto imenso do que escreve e da forma como escreve. Muitos parabéns!

Algoritmo Perfeito disse...

Muito obrigada pelas gentis palavras. Feliz Natal!

A disse...

este post foi de um elegância tal, que me deixou literalmente sem o que dizer.

Algoritmo Perfeito disse...

A quadra Natalícia é propicia aos exageros! Até nos elogios ;) Obrigada! Muito obrigada! A tua falta de palavras no respeitante às minhas, garante-me um Natal mais feliz. E, isto não é exagero, juro! :)
Queria comentar o teu ultimo post, que achei de extrema qualidade, mas quando lá cheguei hoje, fiquei envergonhada de interromper a conversação instalada...

A disse...

foi mesmo um post elegante, não menti, nem exagerei. é o que acho.

compreendo, eu às vezes também tenho medo de ir à caixa dos comentários do meu blogue. há vezes até em que escrevo de luvas, lá.

Algoritmo Perfeito disse...

Obrigada, não duvido da tua sinceridade e dou todo o valor á tua opinião. Afinal, considero de igual a tua escrita.

ahahahah quem lê as tuas respostas jamais imaginaria que primes sem a sensibilidade do toque! Afinal, és tu que imitas a Malhoa! Não me digas que também são até aos cotovelos! é que isso poderá ser preocupante... ;)
No entanto, apesar da timidez a deixar comentários, enviei-te um email de bom natal, o que mostra a minha consideração a tão atento leitor! (e continuo a deixar-te imensas palavrinhas e muitos "obrigados") :)

A disse...

até aos cotovelos? eu às vezes sinto necessidade de escrever com umas luvas que me fossem até aos calcanhares.

eu vi esse email, ao qual respondi com a minha já familiar falta de entusiasmo e que aqui reitero: feliz natal e prospera pilhagem de imagens! :)

Algoritmo Perfeito disse...

Sou uma "pilhadora" fiel. Tencionou continuar a subtracção no lugar onde sei que as encontrarei sempre com qualidade. E, nesse local de furto, acrescem ainda às imagens, umas palavrinhas que muito aprecio.
Bom Natal!

A disse...

são palavras, não fui eu que as inventei :p

bom natal!